terça-feira, 22 de outubro de 2013

Desconstruções - Martha Medeiros

Quando a gente conhece uma pessoa, construímos uma imagem dela. Esta imagem tem a ver com o que ela é de verdade, tem a ver com as nossas expectativas e tem muito a ver com o que ela "vende" de si mesma. É pelo resultado disso tudo que nos apaixonamos. Se esta pessoa for bem parecida com a imagem que projetou em nós, desfazer-se deste amor, mais tarde, não será tão penoso. Restará a saudade, talvez uma pequena mágoa, mas nada que resista por muito tempo. No final, sobreviverão as boas lembranças. Mas se esta pessoa "inventou" um personagem e você caiu na arapuca, aí, somado à dor da separação, virá um processo mais lento e sofrido: a de desconstrução daquela pessoa que você achou que era real.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

QUE BOM QUE SERIA - Marcial Salaverry

Que bom que seria,
se um pouco a cada dia,
tivéssemos a felicidade
de incutir a caridade, a fraternidade,
na alma das pessoas...

A sociedade cria determinados rótulos que distorcem a verdade - Iyanla Vanzant

Há pessoas que acreditam que as mulheres fortes não são femininas e que as mulheres afirmativas são agressivas e perigosas. Sem falar nos mitos de que as mulheres são menos inteligentes do que os homens, ou de que não conseguem lidar bem com dinheiro. O problema é que muitas das pessoas que acreditam nessas coisas sobre as mulheres são mulheres!

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

DEIXE QUE TEU CORAÇÃO FALE - Ivanildo Falcão da Gama

Deixe que teu coração fale,
Te oriente os passos.
Te proporcione o Amor pleno em Sua Consciência
E direcione suas reescolhas de vida
Que é tão querida,
Que é tão bela!

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Urgência Emocional - Martha Medeiros

Se tudo é para ontem, se a vida engata uma primeira e sai em disparada, se não há mais tempo para paradas estratégicas, caímos fatalmente no vício de querer que os amores sejam igualmente resolvidos num átimo de segundo.

Temos pressa para ouvir "EU TE AMO". Não vemos a hora de que fiquem estabelecidas as regras de convívio: Somos namorados, ficantes, casados, amantes?

O MOMENTO CERTO - Fátima Irene Pinto

Não se impaciente nos dias em que você se sentir titubeante e inseguro.
Haverá o momento de avançar novamente, firme e cheio de coragem.
Espere!
Não se debata quando todos os seu sonhos parecerem aprisionados numa torre de marfim alta.
Haverá um momento em que ela cederá, como que por encanto, e você poderá abraçar novamente a sua própria amplidão.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Crie Raízes na Vida - Marcos Keld

Observe a árvore. Ela se mantém firme e forte. Suporta os ventos, as chuvas, os verões e os invernos. Mantém-se verdadeira e pura em sua natureza, sempre centrada em si mesma. Sua realidade é a própria experiência de ser uma árvore. E ela o faz com todo o gosto.

Só Existe Evolução no Amor - Marcos Keld

Não pode haver evolução baseada no medo. As tecnologias avançam, o conhecimento da matéria avança, mas o ser humano retroage. À medida que a Ciência julga estar desbravando o universo, compreendendo do que é feito o mundo que nos cerca, ela vai perdendo as pequenas faíscas da verdade maior. Buscar entender o mundo sem antes entender a si mesmo é a principal "virtude" dos tolos.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

PRECEITOS - Thich Nhat Nanh

1. Não idolatre ou se prenda a nenhuma doutrina, teoria ou ideologia. Os sistemas de pensamento são meios de orientação. Eles não são a verdade absoluta.

2. Não pense que o conhecimento que você possui no presente é a verdade absoluta e imutável. Evite a intolerância e o apego às opiniões atuais. Aprenda e ponha em prática o desapego às opiniões para estar aberto aos pontos de vista dos outros. É na vivência que se encontra a verdade no mero conhecimento conceitual. Esteja disposto a aprender durante a vida inteira e a observar sempre a realidade em si mesmo e no mundo.

Não leve seu Ego tão a sério - Marcos Keld

A Criação não tem apegos, nem mesmo a si. Ela é abundante em gerar, mas também em destruir, pois não necessita realimentar-se daquilo já criado, uma vez que é constante e sempiterna. O ato de continuar a afirmação do que já está consumado gera permanência e, por conseguinte, conflito. E disso a Criação não sofre.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Tudo é para o bem - Elisabeth Cavalcante

A vida é uma experiência misteriosa e paradoxal, por isso, exige de nós uma compreensão que foge aos paradigmas usuais da mente que nos foram ensinados.

Aprendemos a pensar de modo linear, aquilo que enxergamos como ruim nos parece sempre ter sido trazido a nós como um castigo, uma punição por algum erro cometido nesta vida ou em outra.
Related Posts with Thumbnails