quinta-feira, 15 de julho de 2010

Consciência Motivada

O ser humano existe e não sabe porquê. Temos sempre muito mais dúvidas do que respostas. A cada solução mais de uma questão, por trás surgem novas dúvidas. Assim é a nossa vida. Não sabemos de onde viemos, como foi o princípio de tudo, não sabemos porque estamos aqui, e não sabemos para onde vamos. Então realmente o que importa é o aqui e o agora multidimensional. Pergunte-se: Como ser feliz agora?

Do nosso dia a dia tridimensional, muitos são movidos pela realização social. Muitos desejam dinheiro, status, fama e poder, outros se motivam por idéias positivas que são coisas mais importantes. O que leva a pessoa a se motivar por esta diversidade de opções? As pessoas se movem motivados por seus valores, mas porque tais e tais valores? Os valores vem da vivência multimilenar da consciência, vem de sua paragenética (formação espiritual de outras vidas) e de sua mesologia (influência dos ambientes). O que direciona mais a motivação das pessoas hoje é seu grau de lucidez, ou seja, quanto mais lúcido é o ser, mais humano, evoluído, inteligente, sábio e feliz ele é. Não basta ser religioso ou um espiritualista sofisticado que estuda temas complexos, mas que não exercita seu humanismo no dia a dia. Sem amor nada somos ou seremos.

As vezes me pergunto como ser melhor e me vem uma simples e direta resposta: Seja calmo, confiante e sábio nas coisas simples do dia a dia. Seja paciente com as pessoas, seja tolerante, saiba perdoar, não se irrite com pequenas coisas, não seja mal educado, cumprimente as pessoas, sorria, seja honesto, e assim sua felicidade aumentará e aumentará também seu gosto pela vida. Todo indivíduo que é um verdadeiro líder é sempre muito motivado, quem é motivado motiva as pessoas, como as pessoas não são automotivadas, é necessário que alguém as motive para que elas produzam e sintam melhores consigo próprias. Um ser automotivado é aquele que acredita em si, que tem boa auto-estima, aquele que não gosta de si, não acredita em si e se não acredita em si, não produz automotivação. Muitos de nós precisamos de uma equipe para que sejamos mais motivados, uma equipe fica mais forte do que um indivíduo isolado. Cada um tem talento e gosto diferente, então basta somar os talentos. O que não pode acontecer é somar-se os defeitos. Na prática sabe-se que um indivíduo gera uma energia X, então 4 indivíduos geram 4X de energia, gerando uma motivação 4 vezes maior, e produzindo 4 vezes mais.

Você é uma consciência motivadora de outras consciências (pró-ativo) ou motivado por outras consciências (reativo)? O pró-ativo é causa e gera a reação, é o líder que vai na frente e abre caminho, o reativo é aquele que reage as pressões, é a maioria que vai atrás.

Se hoje você for um reativo, não há nenhum demérito nisto, cada um ocupa seu lugar dentro da hierarquia cósmica (perfeitamente justa) e a hierarquia social (embora injusta), e é necessário nos conscientizarmos de nossa situação e posição para podermos trabalhar isto internamente e podermos ir nos programando e treinando devagarinho para podermos chegar lá e sermos um verdadeiro líder consciencial ou um epicentro espiritual (ou líder espiritual). Quem não reconhece o erro hoje não o consertará amanhã. A primeira motivação importante que todos temos que desenvolver mais é a de desenvolver uma reflexão íntima voltada para um autoconhecimento sincero para que possamos melhorar sempre. Estamos num ciclo vicioso, quanto mais nos conhecemos, conhecemos a outrem e quanto mais conhecemos a outrem nos conhecemos a nós mesmos.

Autores – Dalton e Andréa - Site: www.consciencial.org



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails