quarta-feira, 14 de julho de 2010

Relacionamento Interpessoal - Cuidado: você pode ser o seu maior inimigo

O psiquiatra Içami Tiba, autor, entre outros, de Quem ama, Educa!, o livro de educação mais vendido do ano passado, escolheu um tema polêmico, para fazer a platéia pensar."Dentro de nós temos amigos e inimigos e, geralmente, aquelas características que mais incomodam em nosso inimigo também são características nossas, mas estão escondidas", diz.

Para apresentar o seu tema, Tiba propõe uma dinâmica que, a seu ver, funciona muito bem e ajuda as pessoas a pensarem e a aumentarem o seu autoconhecimento - fundamental para quem deseja se desenvolver como pessoa e em todas as áreas da vida.

Mas como é possível sermos nossos próprios inimigos?
Para refletir sobre essa questão, o jogo pode ser uma boa opção."Pense no seu melhor amigo e em suas melhores características. Anote as palavras.

Depois, pense no pior inimigo e anote também as suas características. Isso formará uma espécie de espelho de cada um e, especialmente aquilo que menos gostamos nos inimigos, que não perdoamos, temos também dentro de nós.Amigos e inimigos estão dentro de nós. Assim como Deus e o satanás.Quando vemos o inimigo, ficamos mal. Não temos o costume de olhar esse lado nosso , mas sabemos condenar os errados." Outra questão fundamental que deve ser trabalhada para melhorar o relacionamento interpessoal é o que Tiba chama de "relação com os sapos"."No dia-a-dia é muito comum as pessoas engolirem sapos para evitar confusões, desentendimentos...., mas engolir muitos sapos pode trazer depressão, estresse e até enfarte",observa Tiba."É preciso aprender a se virar, a superar os sapos para crescer e ter sucesso."Veja a seguir algumas se suas "receitas", extraídas do livro Amor, Felicidade & Cia.

Portas

Se você encontrar uma porta à sua frente, você pode abri-la, ou não.
Se você abrir a porta, você pode , ou não , entrar em uma nova sala.
Para entrar, você vai ter que vencer a dúvida, o titubeio ou o medo.
Se você venceu, você dá um grande passo: nesta sala, vive-se.
Mas, tem um preço: são inúmeras outras portas que você descobre.
O grande segredo é saber quando e qual porta deve ser aberta.
A vida não é rigorosa: ela propicia erros e acertos. Os erros podem ser transformados em acertos quando com eles se aprende.
Não existe a segurança do acerto eterno. A vida é humildade: Se a vida já comprovou o que é ruim, para que repeti-lo?
A humildade dá a sabedoria de aprender e crescer também com os erros alheios.
A vida é generosa: A cada sala em que se vive, descobrem-se outras tantas portas.
A vida enriquece a quem se arrisca a abrir novas portas.
Ela privilegia quem descobre seus segredos e generosidade oferece afortunadas portas.

Mas a vida pose ser também dura e severa: Não ultrapassando a porta, VOCÊ TERÁ SEMPRE ESSA MESMA PORTA PELA FRENTE

É a cinzenta monotonia perante o arco-íris.
É a repetição perante a criação.
É a estagnação da vida.
Para a vida , as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens...

A arte de viver bem

Não exija dos outros o que eles não podem lhe dar, mas cobre de cada um a sua responsabilidade.
Não deixe de usufruir o prazer, mas que não faça mal a ninguém.
Não pegue mais do que você precisa, mas lute pelos seus direitos.
Não olhe as pessoas só com os seus olhos , mas olhe-se também com os olhos dela.
Não fique ensinando sempre, você pode apreender muito mais.
Não desanime perante o fracasso, supere-se transformando em aprendizado.
Não se aproveite de quem se esforce tanto, ele pode estar fazendo o que você deixou de fazer.
Não estrague um programa diferente com seu mal humor, descubra a alegria da novidade.
Não deixe a vida se esvair pela torneira , pode faltar aos outros...
O amor pode absorver muitos sofrimentos, mesmo a falta de respeito a si mesmo!
Se você quer o melhor das pessoas, dê o máximo de si, já que a vida lhe deu tanto.
Enfim agradeça sempre, pois a gratidão abre as portas do coração.

Por Içami Tiba - www.tiba.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails