quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Bate Papo com Paulo Coelho sobre o Novo Livro "O ALEPH"- Créditos: UOL

Bate-papo realizado em 04/08/2010 às 17H00 no site do UOL


(05:01:12) Paulo Coelho: Boa
tarde. Grande alegria tambem para mim. Na verdade, é a primeira
"entrevista"que dou. Não dei nenhuma quando saiu "O Aleph" na semana passada
(05:01:32) Thais: Como
foi pra vc o processo de criação de Aleph, ele foi inspirado em alguma
experiência pessoal?
(05:02:03) Paulo Coelho: Thais,
ele foi inspirado na minha viagem pela Transiberiana. É um livro de não-fição
(05:02:19) catharina: Olá,
estou lendo sua biografia, ou melhor ouvindo no audio, o que faltou ser dito
lá e vc gostaria de dizer?
(05:02:50) Paulo Coelho: Catharina,
se falarmos de fatos concretos, está tudo ali. Mas acho que faltou o percurso
espiritual
(05:02:55) Apimentada: Pra
vc o que foi mais dificil de escrever, O Diario de um mago ou O Aleph?
(05:03:35) Paulo Coelho: Apimentada,
ambos foram muito difíceis. O Diario porque era o primeiro livro, O Aleph
porque precisei tocar em coisas que não gosto, como reencarnação
(05:03:46) binho_sp: Gostaria
de saber se em algum momento pensou em desistir do livro enquanto o escrevia e
por queê?
(05:04:29) Paulo Coelho: Binho,
na verdade eu pensei em NÃO ESCREVER este livro. Demorei quase cinco anos. Mas
quando comecei, fui até o final. Como se já estivesse escrito em minha alma
(05:04:39) Denise Feriato: você
acha que esse livro seu será o mais importante da sua carreira?
(05:05:07) Paulo Coelho: Denise,
todos os meus livros são importantes, porque são os espelhos de minha alma.
(05:05:16) leo campinas sp: dr
paulo gostaria de saber quando esat edicao vai estar traduzida em alemao ?
(05:05:55) Paulo Coelho: Leo,
essa pergunta tem aparecido muito: sobre traduções. O Aleph só estará sendo
publicado em 2011 em outros países.
(05:05:56) tici: gostaria
de perguntar sobre o desafio de se dedicar ao desenvolvimento espiritual e ao
mesmo tempo ter que trabalhar, cuidar dos filhos, ter os pés no chão... O que
acha disso?
(05:06:32) Paulo Coelho: Tici,
acho que trabalhar, cuidar dos filhos e ter pé no chão JÁ É desenvolvimento
espiritual
(05:06:35) nanda_ce: sou
sua fã, já li quase todos os seus livros e o que mais me encantou até hoje foi
Na margem do rio piedra eu sentei e chorei. Você viveu algo parecido, ou foi
um livro de ficção?Como nasceu essa história?
(05:07:24) Paulo Coelho: Nanda,
"Na margem do Rio Piedra" é uma metáfora do meu desenvolvimento com meu lado
feminino
(05:07:36) Lucio: gostaria
que vc falasse sobre o que significa aleph, como vc escolheu este titulo ?
(05:08:50) Paulo Coelho: "O
Aleph" é também o título de um conto do Jorge Luis Borges, meu escritor
favorito. Na verdade, o título se refere a este ponto onde todo o tempo -
passado,presente e futuro - se encontram. Há textos de matemática sobre o
Aleph
(05:08:53) Kelvin: Como
você resumiria em uma palavra o caminho de santiago?
(05:09:19) Paulo Coelho: Transformação
(se está falando do meu caso, Kelvin)
(05:09:31) Apimentada: Sei
que todos os seus livros são importantes, mais em qual deles você travou a sua
mais dificil batalha, qual mexeu mais com vc?
(05:10:07) Paulo Coelho: Apimentada,
não dá para responder. Porque cada livro é uma batalha, e depois que termino,
esqueço as dificuldades, fica só a alegria
(05:10:23) Geovany
leitor&fã:
 Paulo vc espera
uma atitude mais contudente de seus leitores em assumir a responsabilidade no
caminho espiritual??
(05:11:11) Paulo Coelho: Geovav,
não cabe a mim esperar isso.Mas tenho certeza que meus leitores tem uma grande
responsabilidade
(05:11:32) 7Arm: Paulo,
você aceitaria uma proposta de vender algum conteúdo dos seus livros para se
tornarem filmes ?/
(05:12:14) Paulo Coelho: 7Arm
já fiz esta bobagem. Não pretendo repeti-la por enquanto, até encontrar alguém
em quem possa confiar totalmente. Quanto aos que vendi, não dá para voltar
atrás
(05:12:29) asterix: Desde
o Alquimista até o Aleph, o que mudou em Paulo Coelho?
(05:13:40) Paulo Coelho: Aproveito
para explicar uma coisa: não dei entrevistas para a promoção de O Aleph porque
as entrevistas estavam mais concentradas no autor, e nunca falavam do livro.
Respondendo a Asterix, espero que tenha mudado muito. Cada dia que acordo, sou
uma pessoa diferente
(05:13:44) Letrista: Paulo,
o que você pode nos adiantar sobre seus futuros projetos?
(05:14:41) Paulo Coelho: Letrista,
eu não tenho futuros projetos. Justamente O Aleph fala disso: o momento
presente. Entao, no momento presente estou trabalhando nas minhas comunidades
sociais, com muita alegria
(05:14:52) Thiago: Paulo,
você é um exemplo mundial de sucesso (refiro-me ao conceito amplo de sucesso,
não apenas ao financeiro) e uma de minhas grandes dificuldades nesse momento
da vida é escolher um campo de atuação dentro da minha formação. No seu caso,
como escritor, como você definiu qual seria a sua linha editorial? Dentre
tantas possibilidades da literatura, como você um dia decidiu que faria livros
na linha em que vem escrevendo?
(05:16:07) Paulo Coelho: Thiago,
eu sempre sonhei em ser escritor. Eu sempre me interessei por magia, desde a
época do Raul (e mesmo antes). Portanto, só conseguiria escrever sobre uma
coisa que me interessava. Eu acho que voce deve atuar em algo que lhe
interesse
(05:16:13) Guerreiro: Paulo,
se falando de desenviolvimento espiritual, vc acha que existem alguns
escolhidos para ter um maior desenvolvimento através de oportunidades nessa
vida, ou todos possuem o mesmo potencial ?
(05:17:03) Paulo Coelho: Guerreiro,
eu acho que todo mundo tem o mesmo potencial - que é mais manifesto na
infância. Depois, dependendo da educação, o do que chamam de "educação", vão
matando o potencial
(05:17:19) carol: Paulo,
qual é o ponto alto do seu livro, O Aleph, que vc considera mais importante??
(05:18:16) Paulo Coelho: Carol,
o livro inteiro. Se tivesse um único ponto alto, eu faria um tweet com ele -
nao valeria neste caso escrever. Mas o livro sao meus altos e baixos na busca
(05:18:18) aika: Paulo,
gostou da atuação da atriz Sarah michelle gellar no filme "Verônica Decide
Morrer"?
(05:18:46) Paulo Coelho: Aika,
eu gostei. Era a atriz dos meus sonhos? Não sei. Mas gostei
(05:18:52) Lumas: Paulo
se vc tivesse que comparar esta obra com outra ..qual seria?
(05:19:55) Paulo Coelho: Lumas,
se eu tivesse que comparar, eu diria que está muito próxima de O Diario de um
Mago, Valkirias e de Brida, porque relatam experiencias pessoais. Só por isso.
(05:20:16) cristiane: Acabei
de ler o livro hoje de manhã no ônibus vindo trabalhar no centro do Rio e a
"cenas" finais me emocionaram, especialmente o mergulho no Baikal. Vc
mergularia novamente?
(05:21:16) Paulo Coelho: Cristiane,
NÃO CONTE O LIVRO! Obrigado pelo comentário. Eu abri uma página em http://paulocoelhoblog.com/ >
o Aleph, para que as pessoas comentassem sem qualquer censura o que sentiram
ao ler.
(05:21:21) Mark: Paulo,
boa tarde. Assiti o pequeno documentario feito pela Gloria Maria em 2006 com
vc, exatamente sobre a Transiberiana. E quando fiquei sabendo sobra a
publicação de O Aleph, fiquei tão quanto curioso afim de completar a imagem
que ficou naquela reportagem : "A busca da fé". Gostaria que vc definisse a
"busca pela fé" em uma frase. Obrigado e Sucesso cada vez mais.
(05:21:55) Paulo Coelho: Mark,
a busca da fé é um ato de entrega.
(05:22:05) CarolinaMunhoz: Olá
Paulo! Gostaria de saber se a Hilal chegou a ler O Aleph. Se sim..o que ela
achou?
(05:23:10) Paulo Coelho: Carolina,
Hilal me enviou dois emails enquanto eu escrevia o livro. Jä não nos falavamos
há anos. Ela disse que estava pensando compulsivamente em mim, eu pedi que
esperasse. Quando terminei, contei sobre o que estava escrevendo. Mas ela não
fala portugues, nao leu ainda.
(05:23:19) Ivan: Ola
Paulo, boa tarde! Os sinais de que você tanto fala ,assemelha-se ao que Jung
chamou de Sincronicidade?
(05:23:44) Paulo Coelho: Ivan,
isso mesmo.
(05:23:48) rodrigo17#: o
Aleph vai pra outros paises?
(05:25:17) Paulo Coelho: Rodrigo,
O Aleph já está vendido para todos os paises e linguas onde sou publicado
(aprox. 150 paises e 40 linguas, exceto pelo Alquimista, que está em 71
linguas como Aymara e Malayalam). Os editores mandam alguem que lê portugues
avaliar o livro. E as avaliaçoes tem sido ótimas.
(05:25:38) Salto Fino
((M)):
 Oii, tudo bom?
Primeiro gostaria de dizer que sou AMO os seus Livros e além do mais sou fã
também da Anahí. E gostaria de saber, o que achou da música "Aleph" feita em
homenagem a esse seu grandioso trabalho? Beijos!
(05:26:46) Paulo Coelho: Salto
FIno, eu achei maravilhosa a música que a Anahi fez. Foi muito carinhoso da
parte dela. Pouco antes de começar este chat estavamos conversando. Espero
agora que, quando O Aleph sair na America Latina em 2011, a música ainda
continue em cartaz.
(05:26:48) aika: Paulo,
você tem alguma notícia sobre o "O Alquimista" virar filme? Pois a impressa
noticiou que o filme seria dirigido pelo Lawrence Fishburne, que é um grande
fã do seu trabalho.
(05:27:45) Paulo Coelho: Aika,
estive com Harvey Weinstein, o atual detentor dos direitos. Conversei tambem
com Laurence. Mas as coisas de Hollywood são muito misteriosas para mim
(05:27:52) Hugo_Luz: Estou
acabando sua biografia, O Mago, por Fernando Morais, e pude perceber que seus
livros foram confeccionados mentalmente inicialmente e depois escritos de uma
vez só. Assim também o foi com O Aleph?
(05:28:57) Paulo Coelho: Hugo
Luz, isso mesmo. A diferença é que entre a experiencia de O ALeph e o livro,
decorreram quase cinco anos. Ou seja, a gestaçao foi muito complicada. Mas
estou muitíssimo satisfeito com o livro, e tambem com as reaçoes do leitores.
(05:29:01) *JaMila*: Aleph”
também é filho do seu coração andante e de mais uma peregrinação a PAZ objeto
da busca enfim consolidou-se?
(05:29:46) Paulo Coelho: Jamila,
a busca implica em conflitos. A paz está conosco, mesmo durante os conflitos
(05:30:23) Moraes: Paulo,
nos seus livros sua esposa, Cristina, sempre aparece esporadicamente. Pretende
escrever um dia sobre essa grande historia de amor entre vocês dois?
(05:31:20) Paulo Coelho: Aproveito
a todos os leitores o apoio que tem dado ao Aleph, principalmente no Twitter.
Estão ajudando muito a propagar o livro. Espero ter boas supresas nas listas
deste final de semana. Moraes, minha história de amor com Chris será tema de
um filme baseado na minha vida, com roteiro de Carolina Kotscho, que VAI ME
MATAR porque estou colocando isso aqui
(05:31:26) Gabriella
Ferreira:
 Paulo , se o
livro ainda não saiu em outros idiomas como a Anahí o leu? ela leu em
portugues?
(05:31:42) Paulo Coelho: Gabriella,
isso mesmo
(05:31:55) Luís Roberto: Paulo,
boa tarde! O Aleph significou de certa forma, uma volta as suas origens e uma
maneira de encontrar-se novamente na fé?!
(05:32:53) Paulo Coelho: Luis
Roberto, voce tem razão. Mas eu não chegaria ao extremo de dizer que encontrei
de novo a fé. Nunca a perdi. Entretanto, de alguma maneira, passamos por altos
e baixos
(05:32:55) ser estranho: ola
senhor paulo coelho gostaria de saber o que vc acha sobre o comentado sobre o
ano de 2012 e as profecias sobre isso?
(05:33:47) Paulo Coelho: Ser
Estranho, eu sinceramente não acredito nisso. TEremos a Copa em 2014 e
plantarei bananeira em Copacabana em 2016 no dia da abertura das Olimpiadas
(05:33:56) Luís Roberto: Paulo,
qual lição você tirou depois de uma peregrinação?!
(05:34:52) Paulo Coelho: Luis
Roberto, eu tiro liçoes todos os dias, porque caminho todos os dias, presto
atençao a tudo que me cerca. Há dois dias fui ver o show do Gil, e me comovi
às lágrimas. Ele é um exemplo para todos nós.
(05:35:03) Urbana: acho
que a sua presença contou muito para que tivessemos a escolha das olimpiadas
para o brasil, como vc vê isso?
(05:36:59) Paulo Coelho: Urbana,
esse foi um trabalho coletivo, gigantesco, que eu vou dizer aqui e ele nao vai
gostar, do Carlos Nuzman. Sempre que digo isso ele se chateia - porque insiste
que foi uma cooperaçao. Mas ele pilotou tudo. Eu almocei na véspera com alguns
membros do COI, e com suas esposas. Talvez tenha contado um pouco, um grão de
areia, mas foi um trabalho de anos do Nuzman. Meus respeitos a ele
(05:37:08) Isabella: Paulo
você encontrou todas as respostas que procurava nas suas peregrinações?
(05:37:54) Paulo Coelho: Isabella,
acho que as perguntas são mais interessantes. Eu sempre encontro perguntas
durante as minhas peregrinaçoes. E consigo conviver com elas, sem necessidade
de respoode-las
(05:37:55) Evaldo-MG: Paulo,
este livro foi baseado na viagem a 3 continemtes, qual deles te deu mais
inspiração?
(05:38:49) Paulo Coelho: Sem
duvida nenhuma foi atravessar parte da Europa e toda a Asia de trem. Repetiria
isso nesta encarnação? Duvido. foi extremamente cansativo. Mas quando olho
para trás, quando vejo as fotos, valeu muito, muito mesmo
(05:38:58) Sam: No
seu livro Aleph, você fala que o tempo não existe, sendo assim é possivel
reencarnar em vidas passadas? Ou sempre seguimos em frente?
(05:40:20) Paulo Coelho: Queria
agradecer a todos os meus amigos jornalistas que entenderam a ausência de
entrevistas na saida de O Aleph. Ninguém reclamou, isso é amizade. Sam, na
verdade estamos vivendo TODAS as nossas vidas agora: passadas, presente e
futuras. O livro explica melhor que um chat. Todos os leitores entenderam bem
(como você)
(05:40:30) Jojo Free: Paulo
oq vc acha q vai acontecer com o mundo ou com as pessoas em 2012,
espiritualmente falando???
(05:41:20) Paulo Coelho: Jojo,
continuaremos vivos, alguns alegres, outros tristes. Mas continuaremos aqui. E
a evoluçao espiritual depende de cada um, não de uma data.
(05:41:24) Padre Marcos: Paulo,
o como você observa a falta da fé ou da busca interior nos homens de hoje em
dia tão inebriados pelo dinheiro e o prazer sem medida?
(05:42:34) Paulo Coelho: Padre
Marcos, não acho que seja um problema do mundo de hoje. Adoro livros de
História, e isso acontece desde o inicio da civilização. Acontece que hoje
temos mais consciência - o que também ajuda a lutar conta a ganância
(05:42:38) Valquir: Paulo,
por que em O Alquimista versao em ingles, vc nao cita na abertura a passagem
de Lucas ou Mateus, como o fez na versao em portugues?
(05:43:43) Paulo Coelho: Valquir,
tambem na ediçao em portugues. Todos os meus livros abrem com uma passagem de
Lucas, meu evangelista preferido
(05:44:00) espiritualista: Gostaria
de ver a pergutna do dom casmurro respondida: Paulo. poderia explicar por que
resolveu dar ao livro o mesmo titulo, usado pelo Borges?
(05:46:00) Paulo Coelho: Espiritualista,
já respondi acima, mas torno a responder. Na verdade, o livro de Borges fala
do mesmo ponto que O ALeph fala. Nao penso que La Fontaine precise explicar
por que chamou seu livro de "Fábulas", quando Esopo tb fez isso.
(05:46:12) Moraes: Paulo,
você tem amizade com escritores no Brasil? Pergunto porque sempre por aqui
taxam tua literatura de menor e outros adjetivos que desqualificam seus
livros.
(05:47:27) Paulo Coelho: Moraes,
quem julga é o leitor. E sim, tenho amizade com muitos escritores brasileiros
(05:48:11) Rafael.Italia: Paulo,
acho que muitos dopo de ler um livro teu, como por exemplo "O diario de um
mago" tentaram fazer os rituas propostos no livro, tentaram estudar a tradiçao
a lua e do sol de "Brida". Voce acha que os teus livros estao despertando o
"guerreiro da luz" nos teus leitores? (desculpe pelos acentos, meu teclado
esta em italiano)
(05:49:15) Paulo Coelho: Rafael,
em O Aleph tem uma maneira de se voltar a vidas passadas. Eu desaconselho
firmemente a todos repetirem esse tipo de experiencia. Mas como eu as vivi,
preciso conta-las
(05:49:53) Mig13: Paulo
vc se utiliza do livro sagrado, e mexe com a fé , quando usa termos como o bom
combate, vc não acha que acaba colocando em duvida a credibilidade da sua
obra, sou um leitor que questiono, a sua atitude, e concordo qdo vc fala sobre
a vaidade.
(05:51:25) Paulo Coelho: Mig,
não sei se entendi bem sua pergunta. Mas quando Sao Paulo falou de O Bom
Combate, e quando meu guia no Caminho de Santiago repetiu a expressao, eu
achei que nao poderia utilizar outra.
(05:52:16) Paulo Coelho: Relatividade
do tempo, como em O Aleph: o chat está quase acabando, e parece que comecei há
dez minutos...
(05:52:33) Felipe: Trabalho
em uma livraria e fiquei impressionado com a quantidade de jovens que estão
buscando por 'O Aleph'. O que o senhor acha de os adolescentes estarem lendo
suas experiencias tão jovens?
(05:53:29) Paulo Coelho: Felipe,
isso é uma ótima noticia. Porque o livro fala de escolhas, e é justamente
nesta fase de nossa vida que precisamos escolher.
(05:53:48) Ana Lívia: A
influência da cantora Anahi com os fãs dela, tem trazido muitos jovens a
procura de seus livros, especialmente de "O Aleph", para o senhor, é boa essa
repercussão?
(05:55:42) Paulo Coelho: Ana
Livia, foi excelente. Uma pessoa maravilhosa. Como seus fãs, que são grandes
guerreiros. Conversei com ela pouco antes de começar o chat aqui
(05:54:42) Hugo_Luz: Um
grande diferencial visto em você por muitos editores, desde o início, é que
você não apenas deixava o livro e torcia para que fosse vendido. Você se
empenhava pessoalmente na divulgação. Hoje, com o Aleph, isso ainda é possível
e viável?
(05:57:25) Paulo Coelho: Hugo,
voce nao imagina. Eu me envolvo em cada livro como se fosse a primeira vez.
Estou profundamente envolvido em O ALeph, sobretudo no Twitter, blog, e
Facebook, que permitem uma grande interaçao com os leitores. Mas quero
esclarecer que sem o apoio do livreiro - que está sendo IMENSO, nada disso
estava acontecendo
(05:57:52) Ernani: Paulo
voce nunca mais trabalhou como compositor??? Pensa algum dia em trabalhar com
música novamente?
(05:59:15) Paulo Coelho: Ernani,
dois dias atrás o Gil me disse: "e a música que eu mandei?" Eu não tinha
recebido. Mas fiquei me perguntando: teria feito a letra? Não sei. Teria
tentado, com certeza, mas já perdi a "carpintaria" da letra de música, eu
acho. Dulce Pontes tambem pediu, eu tentei e não consegui
(05:59:23) Esther: Paulo
sou muito "curiosa" em relação a vida passada, pq vc desaconselha essa viagem?
(05:59:45) Paulo Coelho: Esther,
leia O ALeph primeiro, e verá os perigos
(06:00:06) Valquir: Paulo,
Como separas o escrever para vender do escrever para conduzir ovelhas, e se
existe algum ponto onde isso se encontra ?
(06:01:49) Paulo Coelho: Valquir,
sua pergunta encerra o chat, porque assim me disse a moderadora. Não sei o que
é escrever para conduzir ovelhas. Recentemente, em Santiago, um pastor de
ovelhas me deu um livro magnifico de poesias que ele fez emquanto conduzia
seus rebanhos. Talvez ele possa responder melhor. Seu nome é Anton Obros, e o
livro é auto-editado
(06:03:54) Paulo Coelho: Quero
agradecer muito a presença de todos voces. Se quiserem saber o que os leitoes
estão pensando de O Aleph, visitem http://paulocoelhoblog.com. .
O curioso é que demorou quase 15 dias para que alguem escrevesse sobre O
Vencedor está só, e quanto a O Aleph já tenho mais de 190 comentarios (cliquem
no botao Aleph na barra lateral). Obrigado UOL pela oportunidade de conversar
direto com mais de 770 leitores aqui. Obrigado aos leitores pelo apoio, e aos
livreiros, tambem pelo apoio
(06:04:10) Moderadora/UOL: O
Bate-papo UOL agradece a presença de Paulo Coelho e de todos os internautas.
Até o próximo!


FONTE: http://tc.batepapo.uol.com.br/convidados/arquivo/livros/paulo-coelho-lanca-o-aleph-em-150-paises-e-revela-que-historia-de-sua-vida-virara-filme.jhtm?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails