sexta-feira, 3 de setembro de 2010

A Jornada da Cabeça para o Coração - Caio Cesar Santos

Após mais uma fascinante experiência prática neste mundo do Despertar da Consciência tive algumas realizações que gostaria de compartilhar com você: tenho enfatizado a busca que cada um de nós deve fazer por um "propósito na vida" e quero compartilhar alguns pontos de vista sobre como isto é gratificante e desafiador.

A sensação de estar alinhado com um propósito maior do que estudar para se formar em alguma profissão bem remunerada e trabalhar para pagar as contas de uma vida sofrida, talvez, seja o que dá sentido a nossa existência neste mundo.

Isto é tão essencial que pular esta etapa é o mesmo que abrir uma empresa sem saber por que ela existe, qual é a sua missão, visão e estratégia. Abaixo compartilho quatro passos para ajudar na sua exploração:

1. Descubra a meta certa para você.
O primeiro passo é o direcionamento para achar uma meta certa para você! Algo que faça seus olhos brilharem e que lhe dê uma motivação e luz própria para fazer com que este projeto aconteça. Estas perguntas podem lhe ajudar a encontrar algumas pistas:

• Que atividade lhe dá tanto prazer que você faria mesmo gratuitamente?
• Isto beneficia tanto você como as outras pessoas e o mundo à sua volta?
• Que atividade faria você sentir que sua vida é importante?
Se você fizer algo com prazer genuíno, naturalmente, fará tão bem feito que o mundo vai querer remunerá-lo bem por isto.

2. Defina a estratégia.
Em seguida, você precisa ter uma estratégia clara de quanto tempo precisará investir (tempo, atenção e recursos financeiros), quanto espera colher e como vai chegar lá. Aqui você precisará do conhecimento, organização, métodos e tecnologia. Quais são os modelos de sucesso que você se baseará?

3. Conheça a sua essência.
Neste passo, você precisa de um grande diagnóstico sobre como sua consciência opera: reconhecer seus pontos fortes e fracos, inseguranças, medos e limitações e descobrir como operar a sua energia criativa (pensamento, palavra e ação) para os objetivos que deseja alcançar.

Esta é a etapa onde o subjetivo em sua consciência vira algo objetivo no papel: o que precisa ser jogado fora e o que precisa ser criado/aprimorado em sua consciência para você atingir seus desejos e sonhos?

Aqui você apenas sabe, mas ainda não desenvolveu a habilidade para colocar em prática.

4. Desenvolva habilidades para lidar com suas emoções.
Este é o momento crucial! É aqui onde tudo acontece e você tem que demonstrar uma enorme vontade de atingir seus objetivos. Os medos, as limitações e os desafios que estavam no papel acontecem na prática e você precisará de habilidades para surfar nestas grandes ondas: aprender a boiar quando a maré estiver puxando e saber a hora certa de avançar ou recuar para as ondas não estourarem na sua cabeça.

Este é o que podemos chamar de "pulo do gato" para que você siga sua trilha com garra e determinação. É aqui que você aprende a colocar o autoconhecimento em prática.

Uma analogia que gosto de usar é como aprender a dançar, jogar algum esporte ou tocar um instrumento. Você pode ler 50 livros a respeito, assistir filmes, ter aulas com os melhores técnicos/professores do mundo, saber todas as regras, mas quando for dar um passo, chutar uma bola ou tocar algum instrumento é um desastre!

Quando a frustração bate à porta, a raiva faz o sangue subir ou o medo de fracassar toma o coração, ficamos frente a frente com nosso grande inimigo: nós mesmos!

Na área do despertar da consciência, este é o caminho para colocar o que sabemos em prática: religar a consciência do coração (voltar a sentir) e ter experiências vivenciais para buscar o equilíbrio do coração com a cabeça.

"Você sabe na cabeça, mas você não sabe no coração. Existe uma extraordinária distância da cabeça para o coração: uma distância de dez, vinte, trinta anos ou toda uma encarnação. Você pode saber algo na cabeça por quarenta anos e isto pode nunca ter tocado o seu coração. Somente quando você souber isto no seu coração você ficará realmente consciente disto." - Carl Gustav Jung

Levantar o tapete vermelho que esconde a porta do alçapão e abrir as latas de vermes que estão escondidas lá dentro, à primeira vista, não é uma atividade muito confortável. Mas, a boa notícia é que com as "ferramentas" certas você fará uma limpeza tão profunda na sua alma que o resultado é um sentimento de paz na consciência, gratidão, apreciação de suas experiências, conexão sincera em seus relacionamentos e um êxtase de viver, a cada segundo, continuamente.

Quanto tempo mais você vai esperar para começar sua jornada?

Forte abraço e boas ondas!

Caio Cesar Santos
http://www.decidaserfeliz.com/



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails