quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Abençoando a Árvore - Paulo Coelho

Um homem caminhava pelo deserto, morto de fome e sede, quando encontrou junto a um riacho uma árvore cheia de frutos, dando uma bela sombra.
Comeu seus frutos, bebeu a água do riacho, e descansou junto a ela.

No momento de partir, virou-se para a árvore e disse:
“Árvore, oh árvore, como eu poderia abençoa-la?

“Deveria desejar que seu fruto fosse doce? Mas seus frutos já são doces.

“Deveria desejar que fosse frondosa, e com uma sombra acolhedora? Mas sua sombra já é acolhedora. Talvez pedisse que um riacho irrigasse suas raizes, mas já existe um riacho ao seu lado.

“Portanto, existe apenas uma coisa que eu posso pedir e abençoar. Peço ao Senhor que todas as árvores que nasçam de suas sementes sejam como você.”

Paulo Coelho



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails