quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Justiça - Paulo Coelho

Durante uma das aulas do mestre zen Bankei, um aluno foi pego roubando.
Todos os discípulos pediram a expulsão do aluno, mas Bankei não fez nada.
Na semana seguinte, o aluno roubou de novo. Irritados, os outros exigiram que o ladrão fosse punido.

“Como vocês são sábios”, disse Bankei. “Sabem o que é certo ou errado, e podem estudar em qualquer outro lugar. Mas este pobre irmão – que não sabe o que é certo ou errado – só tem a mim para ensiná-lo. E continuarei fazendo isto”.

Uma torrente de lágrimas purificou o rosto do ladrão; o desejo de roubar havia desaparecido.

Paulo Coelho



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails