quarta-feira, 17 de novembro de 2010

É Hora de Refletir... - Sônia Carvalho

“Não esperes compreensão, compreende.
Não esperes facilidades, trabalha.
Não esperes ser servido, serve.
Não esperes gratidão, agradece.
Não esperes colher, semeia.
Não esperes perdão, perdoa.
Não esperes ser amado, ama”

(Livro Senhor e Mestre - Carlos Baccelli - Irmão José - Mensagem 8: Não esperes)


A cada dia reclama que a vida só lhe apresenta dificuldades, mas já parou para refletir o que tem oferecido a ela com seus atos?

Se ao despertar já se rende ao pessimismo, como pode ser tocado pela inspiração divina?

Desanima-se diante de tantas portas que se fecham, mas já se empenhou em abrir o seu coração, libertando-se definitivamente dos ressentimentos?

Colecionando mágoas e tristezas do passado, jamais será capaz de contemplar o novo amanhecer que está a surgir diante de você.

Declama que não consegue encontrar compreensão em nenhum lugar, mas quantos gestos de fraternidade já foi capaz de realizar em sua caminhada?

Se não semeamos o amor em nossa estrada, pouco a pouco ela vai se tornando áspera e repleta de espinhos.

Choraminga as feridas que não cicatrizam, mas quantas vezes deteve a pressa para levar o remédio em forma de consolo aqueles que também derramavam lágrimas?

Se não somos capazes de aquecer as almas de nossos semelhantes com a chama da esperança, como esperamos que sejamos também aquecidos?

Sente-se desanimado diante de tantos ataques, mas em qual momento as suas mãos se voltaram para levantar o companheiro que se encontrava caído bem a sua frente?

Em muitos momentos é envolvido por uma angústia que não consegue explicar, porém em seu dia a dia, há tempo para realmente buscar os valores espirituais?

Se nossa atenção é focada apenas para a matéria e para os problemas que nos cercam, como iremos fortalecer nosso íntimo e prosseguir?

Sofre porque nenhuma mudança ocorre em sua vida, mas tem mesmo consciência do imenso potencial que traz consigo?

Quando não acreditamos em nós mesmos fica muito complicado prosseguirmos, porque se não cremos, o caminho não se renova.

Revolta-se diante dos ideais não realizados, mas quando foi mesmo que em silêncio, parou para ouvir o que o Pai tem a lhe dizer?

Se adotamos a raiva ou a descrença, não somos capazes de compreender que a Providência Divina não nos desampara, pelo contrário, a todo instante, ilumina nossos passos.

Muitas são as dúvidas que lhe cercam e afligem seu Espírito, mas ao invés de buscar tanto pelas respostas, já usou o seu tempo na edificação das obras do bem?

Se nos mantermos de braços cruzados, distantes do Evangelho, como queremos reencontrar a paz de Espírito?

Muitos são os contratempos e por causa deles, deixamos de sorrir ?

Se apenas nos ligamos às preocupações, sem tempo para notar as pequenas e simples alegrias que nos cercam, nossas manhãs serão sim envolvidas pelas nuvens e a espiritualidade maior não terá como nos auxiliar.

E devido as inúmeras provas que encontramos em nossa jornada, perdemos a fé?

Sem fé, nossos pensamentos se tornam confusos e por mais que busquemos pensar em Jesus, não conseguimos sentir a sua eterna presença ao nosso lado.

Realmente é hora de refletir...

Qual tem sido, até o momento, as nossas escolhas?

Almejamos a salvação, mas mantemos a centelha divina que habita em nós apagada?

É hora de refletir e perseverarmos em um novo rumo, só assim, outros horizontes começam a surgir.

É hora de novamente ouvirmos a voz do Mestre a dizer:

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á”.

Sônia Carvalho
soniaccarvalho@hotmail.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails