segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Objetivo do Ser - Leontina Rita Acorinti Trentin

Às vezes nos perguntamos o que eu faço aqui, para que existo, ou qualquer coisa afim. Dúvidas nos assolam o pensamento e é natural, mas nos perdermos nos devaneios e acabamos por tirar conclusões descabidas de que o que falta-nos é o ter e o poder necessários ao bem viver. Partimos então descomedidamente a esta procura em busca da tal felicidade.

Sem medir esforços e até mesmo contra nós, objetivamos o que queremos, ou melhor, achamos erroneamente que queremos. Ademais quando descobrimos que apesar de gastar nossas forças e energias para o intento, e quando conseguimos continuamos
a ser o que sempre fomos.

Tudo o que é matéria não nos altera o estado do ser, e sim somente o estado do ter. Descobrimos que de nada adiantou tanta busca, tanto trabalho e vigor empenhado.

Perplexos caímos na realidade de que nosso eu, nosso ser, continua com os mesmos problemas, neuras, distúrbios e para nossa profunda tristeza mais agravados. Buscamos então uma forma de recompensar em cuidados de terapia, psicólogos, psiquiatras, cuidados medicamentosos de alopatia, homeopatia, enfim, começamos a gastar sem medidas o que sem medidas galgamos.

Contudo, apesar de nossa mobilização para o fato, nossa energia empregada nada surte efeito, até que descobrimos que o verdadeiro sentido da vida é a busca das melhorias do ser interior. A inteligência esta em buscar a felicidade, que por sua vez, está em buscar o nosso bem estar através de nossos procedimentos certeiros e convictos da existência da eternidade.

Valor incomensurável é passarmos alguns momentos com quem gostamos, de um ato de amor, de sorrir para quem é absolto e alheio, ajudar um velhinho atravessar a rua, dar uma bala a uma criança, estender a mão a um companheiro de trabalho no momento que lhe é mais penoso, arrancar um sorriso de um coração sofrido, saciar a fome de quem dorme no desespero, abraçar alguém e dizer como eu gosto de você ... Fazer o bem... Mas de coração...

Estes são valores que dignifica e plenifica o homem, dando satisfação de viver e, por conseguinte abrimos as portas para oportunidades de melhorias em todos os campos de nossas vidas.

Atentemos para a busca desta plenificação interior, seremos pais, filhos, chefes, amigos, companheiros felizes e conscientes do nosso papel dentro deste planeta azul e maravilhoso, pois, este é o verdadeiro objetivo do ser.

Que a luz encontre permanente morada em vossos corações fazendo-lhes seres especiais a liderarem outros que ainda necessitam de uma luz para se guiarem.

No amor e na luz

Leontina Rita Acorinti Trentin
http://www.institutoatlantida.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails