quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Procure Viver o AGORA - Nelson Sganzerla

Eu não sou adivinho, mas aposto que ontem você teve um dia cheio, não teve tempo para nada, ficou preso no trânsito, chegou atrasado a todos os compromissos; sua mulher ou seu marido ligou o tempo todo com problemas da casa, problemas com o filho na escola; não conseguiu cobrir o cheque especial e o gerente ligando pra você... em meio a uma reunião; seu namorado nem ligou; ninguém lhe deu atenção no trabalho e blá, blá, blá, blá...

Seu dia não foi assim? Então, deve ter sido parecido... Dificilmente encontramos pessoas que descrevam diferente o seu dia ao chegarem em casa no início da noite. Em geral nossa cabeça está lá fora na rua e nossa mente amargurada, pensando em uma série de problemas para serem resolvidos no dia seguinte.

“Não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois a cada dia basta o seu cuidado”.

Ninguém tem o hábito de chegar em casa, tomar aquele banho relaxante, colocar uma música calma e confortante e desfrutar desse momento... Sair do banho, ir para a cozinha preparar uma comida saudável, curtir esse preparo e partilhá-la com a família. Não temos o hábito de viver o AGORA.

Alguém pode dizer:
- Esse cara tá louco! Acha que eu lá tenho tempo para relaxar... Banho? Para mim tem que ser rápido... Música? Quem disse que perco minha novela? Comida saudável? Se eu fizer isso meus filhos se recusam a comer, meu marido pede a separação... Tenho que arrumar dinheiro para pagar o aluguel e o condomínio atrasado... Não posso de maneira nenhuma pensar no AGORA, preciso pensar no amanhã!

Eu até acredito que seja um pouco assim mesmo... É difícil desligar-se dos problemas do cotidiano... Contas e mais contas, problemas no trabalho, em casa. Sempre somos levados à estagnação, não permitimos mudanças em nossa rotina, recusamo-nos aceitar o novo e cristalizamos o velho e nunca atinamos para o AGORA. O futuro nesse momento não nos pertence e o passado já foi; portanto, o que vale é o AGORA.

Eu também imagino que no dia-a-dia não conseguimos ter esses momentos de paz... Afinal, os filhos ainda são pequenos e exigem um cuidado maior; trabalhamos muitas vezes além de oito horas por dia e quando chegamos em casa só o que queremos é deitar e dormir.

Mas quanto ao fim-de-semana? Será que não daria para reservá-lo todo para a família ou para os amigos ou para você?

Existe coisa melhor que curtir a sua casa? Em geral, vamos a lugares cheios, restaurantes lotados e barulhentos porque é moda, é chique almoçar em lugares assim; é moda acotovelar-se nos corredores dos Shoppings Centers e acabamos nos estressando com o garçom ou com o manobrista que está fazendo o trabalho dele; nos irritamos em uma fila de espera...

Algo está errado... Reclamamos demais da nossa vida, vivemos irritados, culpando a tudo e a todos e continuamos sempre a fazer as mesmas coisas, indo aos mesmos lugares obedecendo aos padrões da mídia (faça isso, faça aquilo). Há pessoas que vão aos lugares não porque gostam! Vão para serem vistas com uma roupa nova, um carro do ano e até um novo relacionamento.

Sem querer desanimá-los... Nós escolhemos essa vida, escolhemos viver onde vivemos, ter os amigos que temos, portanto, que tal deixar de atrair para a nossa vida só irritação, ansiedade e correria demais, sem ter tempo para nada, sem tempo para o AGORA.

Se você não se encontrou ainda como pessoa deste mundo, está esperando o quê? Acha que irão vir com uma bandeja de prata, oferecendo-lhe uma nova vida? Ledo engano, meu amigo! A sua vida é exatamente essa sem tirar nem pôr. Você tem o livre arbítrio para escolher como vai vivê-la, como vai trilhar os seus caminhos e como irá mudá-la.

Portanto, temos que ter o cuidado em não dizer, em nossas crises, frases do tipo:

- Por que eu tinha que nascer aqui neste lugar tão distante?
- Por que fui me casar com essa pessoa?
- Por que meus pais não me entendem?
- Eu não pedi pra nascer...
- Por que meus pais me abandonaram?
- Não suporto esta casa onde moro!

Nós escolhemos exatamente o que vivemos hoje! Você escolheu, sim, vir para este mundo e cabe a você despertar para isso e realinhar tudo o que ainda não faz sentido em sua vida. Aceite quem você é, pois você faz parte do todo; aceite esse mundo em que você vive, as pessoas com quem se relaciona, a casa onde você mora hoje (você não irá passar a vida toda morando no mesmo lugar); entenda os seus pais, afinal, seus filhos terão que entendê-lo também um dia.

Caso seus pais o tenham abandonado, algum motivo eles tiveram! Não cabe a você julgá-los; esse fato também não o impede de seguir em frente e poder ter uma família. Você está vivo AGORA... É isso o que importa! Muitas outras pessoas irão cruzar o seu caminho e você irá cruzar o caminho de muitas pessoas também, pode ter a certeza disso... Umas serão infinitamente importantes para você e outras simplesmente passarão.

Muitas mudanças irão ocorrer em sua vida, mas o AGORA é o que interessa, pois é AGORA que você está respirando, é esse movimento que o conecta com esse nosso mundo. É AGORA que você está vivendo... O amanhã não lhe pertence, pois ainda é futuro e o ontem não importa mais, pois já é passado.

Pensem nisso...

Muita Paz.

Nelson Sganzerla - nelsonsganzerla@terra.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails