quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A Capelinha da Generosidade - Roque Schneider

Um homem tinha dois filhos. Ao morrer, deixou-lhe todas as suas terras como herança.
Metade da lavoura para cada um. Fernando, o mais jovem, era rico. Casado, mas sem filhos. Luís Antônio era pobre, com família grande: cinco filhos.
Certa noite Fernando não conseguiu dormir, só pensava:
"Meu pai equivocou-se ao deixar metade de suas terras para mim. Como estou bem de vida, não preciso de tanta propriedade".
No alvorecer do dia, Fernando foi direto ao campo, a fim de alterar os limites de sua lavoura, em benefício do irmão.
Coincidência ou não, também Luís Antônio passara a noite em claro, com um único pensamento na cabeça:
"Meu pai enganou-se na partilha. Tenho cinco filhos, ao passo que o Nando não tem nenhum. Ele merece um prêmio, ainda mais que anda triste e abatido ultimamente..."
Antes de o sol raiar, Luís Antônio correu ao campo também, decidido a corrigir os limites de sua propriedade. Mais terra para o Fernando. Em plena roça os dois irmãos se encontraram. Emocionados se abraçaram. Conta a história que uma capela foi construída no exato local daquele encontro fraternal. A capelinha da generosidade.

Roque Schneider



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails