segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Gratidão Por Quem Nos Amou - Luiz Alberto Py

Como filhos, precisamos saber que os pais são imperfeitos e que não se pode esperar deles mais do que aquilo que são capazes de dar. Isto é evidente, mas, pela imagem que temos deles desde a infância, é comum acreditarmos que nossos pais são mais poderosos e capazes do que na verdade são.
Qualquer pessoa que esteja viva deve sua vida a alguém que dela cuidou, algum adulto que se deu ao trabalho de interessar-se pelo bebê que todos nós um dia fomos, que se ocupou de evitar que esse recém-nascido, incapaz de sobreviver por si mesmo, morresse.

É muito positivo saber que alguém se interessou por nós e nos amou o suficiente para zelar por nossa vida.

Vale a pena cultivar esta consciência de se ter sido cuidado e amado por pessoas que deram seu esforço, seu tempo e seu dinheiro para nos fazer crescer e nos tornarmos nos adultos que somos, com as qualidades que fomos capazes de desenvolver.

Tais pessoas merecem nossa gratidão pelo que fizeram por nós, muito mais do que nossa recriminação pelo que não foram capazes de fazer. A gratidão é um sentimento que enriquece quem a sente. Não deve ser sentida com o peso de uma dívida, mas com a alegria da consciência do amor que recebemos através dos cuidados que nos foram dedicados.

Por maiores que tenham sido os erros cometidos por nossos pais, faz bem à alma dedicar nossa atenção ao que eles nos fizeram de bom.

Luiz Alberto Py
http://doutorpy.blogspot.com/



Um comentário:

Related Posts with Thumbnails