quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

A Doença Chamada Ciúme - Luiz Alberto Py

Reconhecer os próprios defeitos (insegurança, possessividade e ciúmes descontrolados) e perceber que a solução está em amar e ser amado é um bom caminho para a felicidade a dois. Questionar-se a respeito da razão do medo de perder o outro e lembrar-se de que ele estar conosco é uma escolha dele também ajuda. Observar que as manifestações do próprio ciúme em nada ajudam a melhorar a situação e que pegar no pé dele só pode ajudar a afastá-lo pode ser útil para lidar com o ciúme. Por que não procurar confiar no amor do parceiro e tentar amá-lo de forma relaxada, descontraída?

A melhor maneira de superar o ciúme é não dar importância a ele. Sempre que as pessoas se relacionam amorosamente, estão se sujeitando à possibilidade do parceiro ter um envolvimento com outra pessoa. Se isto incomodar demais, fica difícil casar, a não ser que o ciumento se iluda acreditando na certeza da fidelidade do outro. A única solução é confiar na própria capacidade de superar eventuais infidelidades.

Os ciumentos costumam ter a ilusão de que se controlarem o parceiro poderão ficar protegidos contra a traição e por isto dispender tempo e energia nessa tarefa inútil e ridícula. O ciúme é um sentimento natural e inevitável. Mas devemos combatê-lo por ser irracional e prejudicial às relações amorosas. O ciúme precisa estar sempre sob nosso controle. Não devemos nunca nos deixar controlar por ele. Quando a pessoa perde o controle sobre seu ciúme se torna um ciumento e age de forma doentia, com o seu companheiro. Ciúme descontrolado é uma doença, e difícil de ser tratada.

Luiz Alberto Py
http://doutorpy.blogspot.com/



Um comentário:

  1. esta mensagem tem frases completamente contraditórias !! que devemos nos achar sempre traídos e isso normal ??????

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails