terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Sem Razão... Com o Coração... - Rubia A. Dantés

Uma vez me vi diante de uma escolha entre ir ou não a um determinado trabalho de autoconhecimento... que a razão enfeitava com muitas nuances coloridas, fazendo parecer imperdível.
Mas eu não senti vontade... e não fui...
Depois entendi o porquê... e fiquei feliz de ter seguido o coração... É que outras coisas me chegaram do Grande Mistério, do silêncio e do estar sozinha, que foram muito importantes em minha história...
Não que o trabalho não fosse bom, mas o que não era bom era a combinação do meu momento com aquele trabalho... o Universo tinha planos mais perfeitos que eu só poderia perceber... e receber com o coração...

O que acontece é que quando seguimos a razão ditada pelo ego e deixamos de seguir o coração, perdemos momentos preciosos que trazem muito mais do que o ego sequer possa imaginar... porque foge aos seus domínios.

Existe sempre uma combinação perfeita que vem da energia dos momentos e do nosso encontro, por inteiro, com eles... que faz com que eles durem para sempre...

Saber escutar o coração... aprendendo a ter cada vez mais intimidade com esse ritmo, faz com que estejamos sempre em perfeita sintonia com o Grande Mistério... a Fonte que nos abastece de tudo que é precioso... e que nem sempre cabe dentro da nossa imaginação

Aprendemos a escolher o que vamos fazer, baseados quase sempre na razão, sem levar em conta a nossa intuição e o sentimento que temos a respeito das coisas...
Ou então a usar a intuição e o sentir, em coisas de menor importância... decidindo as consideradas mais sérias só com a razão, pesando daqui, raciocinando dali... deixando o coração meio de lado nessas horas....

Já vi muita gente que adora falar de intuição e de seguir o coração, que em horas em que pensam que a coisa é séria esquecem o coração e pesam tudo só com o lado racional..

Pra mim o coração é um radar perfeito que nos leva a fugir das artimanhas do ego...
Nos domínios do ego estão os medos... nos domínios do coração está o Amor.

Parece que não temos mais muito tempo a perder com caminhos, já tão antigos e visitados, que nos fazem dar voltas e voltas em torno dos mesmos padrões...
A nossa Alma indica uma urgência em desenvolver cada vez mais esse contato precioso com o coração... aprendendo a escutar essa linguagem silenciosa.

Os silêncios e os vazios, que tanto preenchem a Alma, sempre estão nos caminhos do coração... assim como bênçãos e alegrias inesperadas...
Mistérios, que são revelados aos poucos, encantam esses caminhos e fazem com que uma sede por fidelidade à Alma... nos chame cada vez mais profundamente para eles...

E eles nos revelam o inusitado que só pode acontecer onde a razão ainda não estabeleceu seus domínios... Nos territórios onde os sonhos ainda estão no útero da Criação...

Rubia A. Dantés - rubia.americano@terra.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails