quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

A Vida é Bonita, é Bonita e é Bonita! - Izabel Telles

Diz a canção que precisamos viver sem vergonha de sermos felizes!
É verdade! Sem a vergonha de sermos felizes!

Andamos meio escondidos, queixosos, vivendo apenas o lado mais pesado da vida.
Nos bares onde antes as pessoas cantavam e comemoravam, hoje se fala de um Brasil que está apertando outra vez a garganta do seu povo.

Nas ruas onde os brasileiros viviam com seu melhor sorriso aberto, assim de graça, sem ninguém pedir, hoje as pessoas andam de cara fechada, brigando por tudo e por nada, falando palavrões e insultos se uma cortada é dada, mesmo sem querer, no trânsito.
Estamos meio que perdendo nosso espírito esportivo, nosso jogo de cintura, nosso deixa pra lá que amanhã o sol nasce de novo.
Estamos perdendo a nossa confiança nas autoridades e isso nos deixa desamparados, sem pai, sem mãe, sem ter com quem contar.

Hoje entrei na mente de uma paciente e fiquei tão feliz de ver que as imagens que ela revelava eram imagens de festas, casamentos, rituais de alegria e comemorações.
Perguntei o que havia acontecido com ela, uma vez que um ano atrás suas imagens eram bem ao contrário destas.

Ela então me contou que havia descoberto que o estado da perfeição e das realizações estava mesmo dentro dela e que ela havia entendido que tinha que dar instruções a si própria. E que há um ano vinha dando estas instruções positivas.
Fiquei feliz por ela.

E aí me lembrei de um exercício de visualização que aprendi com um colega meu - Daniel Singer - e que é para ser usado quando a gente está se sentindo assim meio que sem respostas para as nossas perguntas e inquietações. Assim meio com vergonha de ser feliz!

É assim:

Sentado, de olhos fechados, os pés apoiados firmemente no chão, respire calmamente três vezes e veja na sua frente um ponto de interrogação. Respire uma vez e veja agora um ponto de exclamação. Sinta, perceba, registre na mente as diferenças e sensações que esta visualização trouxe. Então respire e abra os olhos.

Izabel Telles é terapeuta holística e sensitiva formada pelo American Institute for Mental Imagery de Nova Iorque. Tem três livros publicados: “O outro lado da alma”, pela Axis Mundi, “Feche os olhos e veja” e “O livro das transformações” pela Editora Agora.
E-mail: izabeltelles@terra.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails