quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Recaídas com o ex? Por que e até quando? - Rosana Braga

Quem terminou, mas não está bem resolvido com o fim do relacionamento, vira e mexe se pega enroscado com o ex. Liga, manda mensagem, propõe um encontro e pronto: está armada a emboscada – mais horas, menos horas e lá estão os dois, não necessariamente ressuscitando a história, mas dando-lhe alguns suspiros a mais!

Não que haja algo errado nisso, mas convenhamos: há sim, certa incoerência. Se querem mesmo estar juntos, por que terminaram? E se querem mesmo terminar, por que estão juntos novamente? Ok, há dúvidas! Tudo bem... nada mais humano.

O fato é que sua mente quer uma coisa, mas seu coração quer outra. Por alguma razão, vocês acreditam que não devem dar continuidade à relação, mas por algum desejo irracional, não conseguem deixar de se ver. Sendo assim, enquanto os sentimentos estiverem confusos e você não souber exatamente se quer ficar junto ou separado de alguém com quem vinha se relacionando, as recaídas farão parte do processo de esclarecimento.

A questão é: essas recaídas lhe fazem bem ou lhe fazem mal? Se fazem bem, nem precisa continuar lendo este artigo. Tá tudo certo! Vá em frente e seja feliz! Mas se lhe fazem mal, significa que em vez de esclarecer, esse vai-e-vem está servindo para confundi-la ainda mais, para gerar em você sentimentos piores do que a própria confusão. Daí, sim, é hora de parar e refletir!

Sou sempre a favor de ouvir a voz do coração. Porém, muita gente confunde a voz sábia do coração com a voz imatura do ego. É importante saber que o ego tenta nos impor desejos muitas vezes insanos e contraditórios, só para tentar preencher buracos causados pela insegurança, pelo medo de ficar só, pela frustração de estar vivendo um rompimento. Ou seja, uma tentativa inútil de nos livrar de sensações que são absolutamente imprescindíveis. Precisamos vivenciar a dor tanto quanto o amor. Só assim amadurecemos e crescemos e nos tornamos pessoas com conteúdo, profundidade e intensidade.

O coração sempre sabe! É aquela velha sensação de que, lá no fundo, bem lá no fundo, todos nós sabemos se determinada escolha nos trará lucidez e nos colocará diante de novas portas abertas ou nos afundará ainda mais num lamaçal que nos deixará paralisados e perdidos. Basta aprendermos a ouvir a voz que sabe, e atendê-la, confiando que o que tiver de ser, será!

Resumindo, se você tem recaídas com o ex, sabendo o que pretende e até quando, ou seja, porque quer compreender melhor seus sentimentos e verificar se realmente prefere estar junto ou separado; e pretende fazer isso por um curto prazo, tudo bem! Mas se você tem recaídas como quem está viciado numa relação doentia, que faz bem por alguns minutos ou horas, mas depois mina suas forças, sua auto-estima e sua alegria, é hora de se encher de coragem e entrar na fase da abstinência.

Ficar dando voltas em torno de uma história que a destrói é a mais cruel perda de tempo e desperdício de vida. Não só faz você sofrer como a todos que a amam – amigos e familiares. De uma vez por todas, coloque um ponto final nessa bagunça e se prepare para renascer. Não é fácil, mas é possível e vale muito a pena. Dói no começo, mas a sensação maravilhosa que vem depois, de bem-estar e de certeza de que você é capaz de fazer a melhor escolha são impagáveis!

Por fim, mantenha-se acessível e disponível para o amor criativo... e vai terminar descobrindo que ele já está dentro de você! Agora, é só esperar por alguém que queira compartilhar amor da mesma qualidade!

Rosana Braga
http://www.rosanabraga.com.br/
Reconhecida como uma das maiores especialistas em relacionamentos interpessoais do país, pesquisadora da área há mais de 10 anos, Rosana Braga é conferencista, escritora, jornalista e consultora em relacionamentos. Autora de 5 livros e DVDs de Treinamento, tais como ‘O Poder da Gentileza’, ‘Faça o Amor Valer a Pena’, 'Inteligência Afetiva – 2 volumes', entre outros.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails