quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Amizade Virtual - Dado Moura

Não é preciso se ter um lugar apropriado para que uma boa conversa se inicie, especialmente, quando estamos com nossos amigos. Muito mais que apenas ter alguém com quem conversar, adquirimos e partilhamos conhecimentos, experiências e até mesmo costumes nesses momentos. Sempre que possível, relembramos histórias – antigas ou não – em nossas conversas sobre nossas amizades. Sem perceber “o amigo do meu amigo” passou a ser nosso amigo também, mesmo que não o tenhamos conhecido pessoalmente.

Não é difícil perceber, nos grupos de pessoas mais jovens, um comportamento quase comum em toda a “galera”. Da maneira como se expressam até o jeito de se vestirem, parece que é repetido por toda a turma. De modo direto, refletimos o ambiente em que convivemos e os hábitos regidos em nosso “habitat”. Nos remotos tempos, começava-se uma amizade, perguntando ao outro: “Será que vai chover?”; hoje, a modernidade nos abraça com as salas de bate-papo.

Há quem consiga se dividir para conversar com várias pessoas ao mesmo tempo, através de diferentes programas, fazendo dos programas de mensagens instantâneas a maioria dos aplicativos no computador. Não negamos os créditos da Internet quanto à sua eficiência e versatilidade. Através desta mídia, nutrimos nossos antigos relacionamentos quando separados pela distância. Parentes mantêm contato através de áudio e vídeo, minimizando a saudade.

Por outro lado, impressiona-nos a facilidade em que começamos uma nova “amizade”, perguntando: “Alguém ker tc?”. Por horas a fio, podemos passar longos períodos conversando todo tipo de assunto sem que jamais tenha um fim. De conversas sem compromisso até muitas confidências e conselhos são trocados dentro de um relacionamento cibernético. Se cautela e equilíbrio são atributos que devem sempre nos acompanhar, para evoluirmos em nossos relacionamentos, precisamos estar muito mais atentos quando nos dispomos a adentrar num mundo em que fantasia e realidade convivem no mesmo “link”.

Contudo, não significa que uma amizade que começou no mundo digital não se torne real. Há quem mantenha grandes amizades, as quais começaram no virtual e consolidaram-se na realidade de um encontro.É no contato direto com nossos amigos que favorecemos o vínculo profundo em nossos sentimentos que nutrem e solidificam nossos laços fraternos. Do contrário, podemos correr o risco de ter uma extensa lista de “X-friends online”, mas continuando a ir ao cinema sozinhos.

Deus o abençoe!

Dado Moura
http://dadomoura.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails