segunda-feira, 14 de maio de 2012

Mudar para realizar! - Maria Silvia Orlovas

Tempos difíceis o que vivemos. De todos os lados somos assolados por informações, desejos, sonhos e possibilidades, porém, o contato com a realização de todas essas empreitadas quase sempre é triste para não dizer decepcionante, pois parece que esse lindo mundo de coisas bacanas, pessoas felizes, lugares maravilhosos que vemos em filmes, sites, e programas de TV não existem, ou se existem não é para nós.

Sinto que o karma planetário está acelerado, as pessoas estão cada vez mais se deparando com seus próprios desafios e sombras, e é justamente por isso, que precisamos nos dedicar ao nosso caminho espiritual, que deve ser o mesmo caminho da vida material, porque se forem coisas separadas, não vamos conseguir espaço para nos dedicar aos dois.
Posso dizer isso com muita propriedade porque já tive uma vida muito difícil, cheia de limitações e de erros. Parece que nada fluía e, é claro, que por conta disso, procurei respostas, alternativas de felicidade. E o que percebi é que tinha que mudar. Pois não dava para desejar ter resultados diferentes fazendo tudo igual.
Precisava mudar, mas não sabia como, e devo confessar que também tinha muito medo da mudança. Medo de perder pequenas conquistas, medo de encontrar um vazio, ou algo pior do que já vivia. Hoje entendo que como estava muito infeliz achava a vida cheia de mistérios, de possibilidades complicadas e foi, nesse momento, que comecei a abrir minha mente e coração para a vida espiritual. Comecei a procurar pela luz dentro de mim, e foi nessa ocasião que encontrei um grupo que estudava valores humanos e fazia meditação. Devo dizer que foi maravilhoso.

Não recebi milagres instantâneos, alguns passos foram bem difíceis, mas o que importa é que as portas foram se abrindo para uma tomada de consciência, as mudanças acontecendo primeiro dentro de mim. Enxerguei os meus medos, limitações, mágoas que carregava desde a infância, coisas que não compreendia e me sentia vítima. Foi necessário abraçar a sombra para começar mudar.
E que abraço ruim...
Esse passo da tomada de consciência costuma ser o mais difícil, porque ninguém gosta de se envolver em negatividades. Qeremos o lado bom, a luz, mas negamos a raiva e atitudes negativas, nos recusando a mudar, como se tivéssemos alguma segurança no que é conhecido. E é nesse ponto que, por merecimento, as coisas costumam ficar muito ruins. Acho que por conta do amor de Deus por nós é que enfrentamos pedaços da vida muito ruins. Justamente porque nesses momentos de baixa, de tristeza, de profunda infelicidade entregamos os pontos, nos rendemos e encontramos humildade para pedir que Deus opere suas mudanças em nós.

Através da meditação, fui percebendo quanto eu era resistente às mudanças, e quantos medos habitavam meu coração. Aos poucos fui deixando a luz entrar...
Hoje entendo que às vezes o universo que é lindo, próspero, cheio de luz e oportunidades, mostra-se fechado quando estamos sendo incentivados a mudar de rumo e essa é uma atitude que exige muita coragem, entrega e desapego, mas o resultado sempre é positivo.
Ontem mesmo, comentava com uma pessoa que precisamos deixar de esperar o final feliz, precisamos fazer o dia de hoje feliz pelo que pode ser hoje, esquecer as dores de ontem e seguir com luz para o amanhã, porém sem grandes expectativas, sem grandes planos.

Cabe a cada um de nós se dedicar a fazer sua vida melhor, mas não vamos viver de expectativas.
Não posso dizer que o caminho do autoconhecimento é indolor, nem que tudo vai dar certo na sua vida, mas posso garantir que a força que você descobrirá nesse trajeto nunca mais o abandonará. Você vai descobrir que você é essa força, e esta consciência fará milagres na sua vida.

Vamos começar a meditar hoje? Tente, pois tenho certeza que há um mundo de possibilidades à sua espera.

Maria Silvia Orlovas - E-mail: morlovas@terra.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails