quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Adversários, Nossos Maiores Auxiliares - Bezerra de Menezes

Muitas vezes, o amigo cala por respeito ou cala para o outro amigo. Mas o adversário, não.... O adversário nos observa, não nos perdoa, não nos esquece, está sempre vigilante. E nesse processo de nos vigiar incessantemente as atitudes, as palavras, os gestos, ele nos ajuda muito.

Quantos são aqueles que foram auxiliados por obsessores implacáveis?

Quantos encontram a porta da luz através da perseguição das trevas? Quantos foram aqueles que nos fizeram realmente modificar a nossa conduta, diante de reproches ara o nosso orgulho e a nossa sensibilidade?

Muitas vezes, nos adornamos de humildade para esconder o orgulho latente dentro de nós... Muitas vezes, calamos para deixar gritar em alto e bom tom, a violência, a irrascibilidade, presentes dentro dos nossos corações... E, com tudo isso, através da observação permanente daqueles que se colocam na linha de adversários, nós vamos aprendendo a tolerância, a disciplina, o desprendimento, a renúncia e exercitamos o amor.

Na verdade, na Terra, a dor é a nossa grande mestra, ela nos ensina muito. A Terra é a nossa grande escola, onde tudo aprendemos, e muitas lições que aprendemos no ontem, devemos esquecer no hoje, porque já avançamos mais e elas se tornam desnecessárias. A pessoa que progride nas escolas, nas universidades, jamais volta ao abecedário, ela segue, crescendo em conhecimentos.

Nós, nessa escola da vida, o que já aprendemos guardamos, para avançar em novos conhecimentos. E, o Grande Auxiliar, o Grande Mestre, o Grande Amigo será sempre Jesus. Ele, sim, é o médico de nossas almas, é alegria, é a enfermeira colaboradora que nos faz passar por estágios de recuperação, de tratamento, de aceitação.

Em todo esse processo, em que a vida nos coloca, verdade é que vamos aprendendo, sem nem perceber o quanto crescemos, o quanto avançamos, na senda do conhecimento, da caridade, da dedicação e do amor. Quando olhamos o que fomos antes do Espiritismo é que podemos avaliar o que o espiritismo fez por nós, o que Jesus tem feito em nossas almas, em trabalho reconstrutivo, em trabalho amigo, fazendo-nos amigo dos nossos amigos e amigos dos adversários...

Nem sempre podemos ouvir sim, e nem sempre devemos ouvir não.... Mas, o Mestre nos ensina o discernimento e, diante do discernimento, aprender a humildade. Deparando com a humildade, nós crescemos e vamos trocar a moldura de nossas vidas de orgulho, para a efetiva realização do trabalho de burilamento espiritual dentro de nos...

Bezerra de Menezes



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails